19°C 27°C
Guarabira, PB
Publicidade

PF indicia Bolsonaro e mais 11 pessoas por associação criminosa, lavagem de dinheiro e apropriação de bens públicos

O inquérito da Polícia Federal investigou a venda de joias sauditas presenteadas ao governo brasileiro

04/07/2024 às 18h09 Atualizada em 04/07/2024 às 18h17
Por: Redação Fonte: CNN BRASIL
Compartilhe:
PF indicia Bolsonaro e mais 11 pessoas por associação criminosa, lavagem de dinheiro e apropriação de bens públicos

A Polícia Federal (PF) indiciou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no âmbito da investigação relacionada a venda de joias sauditas presenteadas ao governo brasileiro e, posteriormente, negociadas nos Estados Unidos.

Bolsonaro foi indiciado por associação criminosa, lavagem de dinheiro e apropriação de bens públicos. A defesa do ex-presidente diz que ainda não teve acesso ao inquérito.

Além de Bolsonaro, a PF indiciou outras 11 pessoas.

Veja a lista de indiciados:

  • Jair Bolsonaro
  • Bento Albuquerque;
  • José Roberto Bueno Júnior;
  • Julio Cesar Vieira Gomes;
  • Marcelo da Silva Vieira;
  • Marcos André dos Santos Soeiro;
  • Mauro Cesar Barbosa Cid;
  • Fabio Wajngarten;
  • Frederick Wassef;
  • Marcelo Costa Câmara;
  • Mauro Cesar Lourena Cid;
  • Osmar Crivelatti

Conclusão

O inquérito, aberto no início do ano passado, foi concluído e relatado ao Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde desta quinta-feira (3).

Agora, o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito na Corte, vai pedir que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre o caso. A PGR pode, então, apresentar denúncia contra os indiciados ou devolver o inquérito à PF com um pedido para mais investigações ou pelo arquivamento do caso.

No fim de maio, a CNN revelou que a investigação sobre as joias era prioridade da PF entre outras apurações que envolve Bolsonaro e a previsão, de fato, era finalizar o inquérito em julho.

Cooperação com FBI

Uma equipe da PF viajou aos Estados Unidos durante duas semanas e voltou com os elementos que faltavam para finalizar o inquérito das joias. A força policial contou com cooperação internacional do FBI.

Após visitarem quatro cidades norte-americanas, os agentes colheram, entre outras provas, imagens de câmeras de segurança das lojas onde, por exemplo, foram negociados relógios.

A PF buscou ainda elementos da “operação resgate”, como foi chamada a organização feita para recomprar um relógio que havia sido vendido após determinação do Tribunal de Contas da União (TCU). Documentos — como anotações, notas fiscais e fotos — também foram confiscados, com autorização das autoridades norte-americanas.

A CNN procurou a defesa de Bolsonaro e aguarda retorno.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guarabira, PB
21°
Tempo nublado

Mín. 19° Máx. 27°

21° Sensação
3.64km/h Vento
87% Umidade
100% (0.91mm) Chance de chuva
05h34 Nascer do sol
05h21 Pôr do sol
Sex 28° 19°
Sáb 27° 19°
Dom 25° 19°
Seg 26° 18°
Ter 26° 20°
Atualizado às 06h23
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,49 +0,04%
Euro
R$ 6,00 +0,05%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,80%
Bitcoin
R$ 375,628,63 +0,63%
Ibovespa
129,450,32 pts 0.26%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias