19°C 27°C
Guarabira, PB
Publicidade

Vereadores pedem que Polícia Federal investigue prefeito de Mulungu por suposto desvio de R$ 900 mil do FUNDEB

Professores teriam recebido valores a que tinham direito e devolvido parte ao prefeito

09/07/2024 às 15h29 Atualizada em 09/07/2024 às 19h59
Por: Redação Fonte: Tá na Área
Compartilhe:
Vereadores pedem que Polícia Federal investigue prefeito de Mulungu por suposto desvio de R$ 900 mil do FUNDEB

Sete vereadores do município de Mulungu protocolaram notícia de fato na Polícia Federal solicitando a instauração de inquérito policial contra o prefeito Melquíades João do Nascimento pelo suposto desvio de R$ 900 mil de dinheiro do FUNDEB para pagamento de diferença salarial de professores prestadores de serviço do município, em 2022. Já tramita junto ao Ministério Público Estadual representação por improbidade administrativa pelo mesmo fato. 

A notícia foi protocolada pelo advogado Noaldo Meireles, que representa os vereadores autores da denúncia: Daniela Rodrigues Ribeiro (presidente da Câmara de Vereadores), Leonel Soares de Souza Moura, Maria José Batista de Lucena, Monica Adriana de Araújo, Nelson Rufino da Silva, José Laurentino Grangeiro, Wandenberg José da Silva. Segundo eles, em dois pagamentos ilegais a professores contratados foram pagos R$ 991.450,33 a 45 profissionais, sendo que o valor total desviado dos cofres públicos municipais totaliza aproximadamente R$ 900 mil.

Segundo os parlamentares, dos valores recebidos ilegalmente, cada servidor ficou com uma parte, totalizando cerca de R$ 300 mil. Sendo que a maior parte, cerca de R$ 600 mil foi repassada ao prefeito Melquíades João do Nascimento Silva, mediante transferência através de pix ou em espécie por intermédio de arrecadadores.

Conforme os vereadores, os principais arrecadadores foram Josélia Correia da Silva Nascimento (esposa do prefeito e secretária municipal), Roniere de Moura Oliveira, Jorge Adelino Paiva, Carlos Eduardo Medeiros Martins e Maria Cristina Soares Souza.

De acordo com a denúncia, “a comprovação dos saques e transferências feitas pelos 45 professores contratados e entrega dos recursos ao prefeito e seus arrecadadores é de fácil comprovação, mediante a quebra do sigilo bancário, pois os saques e transferências ocorreram nos dias seguintes aos pagamentos”.

No documento protocolado nesta segunda-feira (8) estão relacionados todos os nomes dos professores que receberam valores, os repasses e os valores que cada professor recebeu e o que teria ido para as mãos do prefeito através de arrecadadores. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guarabira, PB
21°
Tempo nublado

Mín. 19° Máx. 27°

21° Sensação
3.64km/h Vento
87% Umidade
100% (0.91mm) Chance de chuva
05h34 Nascer do sol
05h21 Pôr do sol
Sex 28° 19°
Sáb 27° 19°
Dom 25° 19°
Seg 26° 18°
Ter 26° 20°
Atualizado às 06h23
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,49 +0,04%
Euro
R$ 6,00 +0,05%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,80%
Bitcoin
R$ 376,204,25 +0,78%
Ibovespa
129,450,32 pts 0.26%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias